23.12.08

Postal de Natal (ou aquilo da solidariedade)

Todos os anos é o mesmo assalto.

AMI
UNICEF
CASA DO GIL
ASSOCIAÇÃO SOL
AJUDA DE BERÇO
CRINABEL
EXÉRCITO DE SALVAÇÃO
CÁRITAS
ABRAÇO
ACREDITAR
CASA DE SAÚDE DE AMARES
CASA DO ARTISTA
BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME
BANCO ALIMENTAR A FAVOR DA FOME
BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE FERREIRA DO ZÊZERE
FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL
LIGA DOS AMIGOS DA ENERGIA NUCLEAR
SOCIEDADE PROTECTORA DOS PANDAS DE MASSAMÁ
ASSOCIAÇÃO DAS MÃES SOLTEIRAS CONTRA ANTENAS DE TELEMÓVEL

Feliz Natal. E que isto passe depressa.

19.12.08

Caras de cerveja

Se não as virem logo à primeira, não é grave. Continuem a beber.

Há-de chegar uma altura em que, muito provavelmente, até irão estar a falar com elas.

Bom fim-de-semana.

16.12.08

O útil e o agradável

(Cliquem nas imagens para ampliar. E LEIAM, porque vale a pena)


Já andava para dedicar um post a Maria Duval há bastante tempo. Ela merece.
.
Infelizmente não me irei debruçar demasiado na sua mensagem, uma vez que se o fizesse teria de parar de duas em duas linhas para comentar. Compreendam, este material é demasiado bom para ser estragado com as minhas observações ligeiras e inconsequentes.
.
Não me interpretem mal, eu não estou a fazer pouco da senhora e nem me passou pela cabeça rotulá-la de "charlatã-à-cara-podre". O texto é que foi redigido de uma forma curiosa, num estilo familiar, despretencioso, emotivo e até didáctico, à boa velha maneira do distinto Major Valentim Loureiro quando este se dirigia ao seu eleitorado de Gondomar para lembrar que agora deviam pôr a cruzinha no nome do candidato e não no partido, uma vez que o Major já não militava no PSD.
.
Sim, sim, Maria Duval é uma pessoa séria e generosa. O problema está apenas no texto.
.
...E na fotografia. Também não ajuda muito à credibilidade, mas todos temos dias maus.
.
No entanto, não resisto a dar destaque a algumas passagens - relembro que me escusarei a comentários. Leiam e retirem as vossas conclusões. A saber:
.
- "Se já foi ao Brasil provavelmente reparou que muitas pessoas usam no pulso uma pulseira extraordinária."
- "(...) fabricada originalmente por tribos misteriosas que conheciam certos rituais poderosos de "magia"!"
- "Eu própria já usei uma destas pulseiras (que me foi oferecida por uma das minhas amigas) e posso afirmar-lhe que os 3 desejos que eu havia formulado se realizaram totalmente logo que ela caiu!"
- "Pode ser: ganhar uma grande quantia de dinheiro nos jogos de sorte, encontrar um emprego, passar num exame, conhecer o grande amor, montar o seu próprio negócio, tornar-se proprietário, os seus filhos obterem sucesso nos seus estudos, uma boa situação financeira, viajar, dar a volta ao mundo, casar-se com a pessoa dos seus sonhos, acabar com os seus problemas de dinheiro, ganhar prémios... ou qualquer outro desejo pessoal que você pretenda realizar.
Tudo o que você tem a fazer é apenas pensar em cada um dos seus desejos secretos intensamente (...)"
- "Pulseira curiosa, não é? No entanto os seus poderes parecem enormes..."
- "É verdade, você não corre nenhum risco se tentar realizar esta experiência, pois eu ofereço-lhe a pulseira gratuitamente. Eu sei que a ideia pode fazê-lo sorrir, mas no fim de contas, que risco pode você correr pelo simples facto de acreditar?
Você não arrisca nada se tentar fazer pelo menos esta experiência; então coloque o seu cepticismo de lado e deixe a sua magia actuar..."
.
E, para fechar com chave de ouro:
- "Além de que esta pulseira é muito bonita!"
.
.
.
O quê?! Transcrevi 91% do anúncio?! Ehh... Foi sem intenção. É que realmente é uma peça fascinante. A senhora Duval, claro.

9.12.08

Seus males espanta (ou “Ducentésimo post”)

Sábado, 14 horas, a manhã vai a meio. (Para quem vem de uma Sexta à noite.)

Um eco longínquo aparece no meu sono. Devagar, para não me acordar.

Mas ele cresce.

Intensifica-se.

Aos poucos fica cada vez mais angustiante.

Infiltra-se pelas paredes da casa. Percorre, ávido, os meus canais auditivos e instala-se no cérebro, onde começa a brincar com o sistema nervoso central.

Resisto.

Tento convencer-me de que é apenas a banda sonora de um sonho muito mau, e que não tarda há-de passar.

Não passa. Eu acordo.



Levanto-me, ensonado, desnorteado, a pensar que chegara o dia do Juízo Final. Quero ver de onde vem aquilo.

É de fora. Da escada.

video

Amigos, para mim, esta é a prova irrefutável de que é URGENTE ter licença de porte de Karaoke e Singstar. Sempre que os desafinados, os esganiçados e os cantores frustrados se apanham com um brinquedo destes a sociedade está em perigo. Tal como acontece com as armas, uma vez nas mãos erradas há sempre estragos a lastimar.

E se estiver ao alcance das crianças? Não pode ser! É uma irresponsabilidade tremenda! Licença obrigatória JÁ!

Proponho a criação de um movimento cívico quanto antes. Dentro de dias farei circular uma recolha de assinaturas.

Conto convosco. Dormiremos todos mais descansados.




P.S.: Sugiro também licença de porte de criança. Não basta chegar-se à idade adulta para se ter descendência. Assim qualquer um pode. Não está certo! Tem de haver uma selecção, nem todos os adultos estão aptos. E quando os petizes começarem a crescer? Não, nem todos deviam poder ter criancinhas. Licença já!

P.P.S.: Pais com karaoke e criancinhas nem vou falar. Devia dar prisão preventiva.

P.P.P.S.: Aposto que por trás dos acontecimentos da Quinta da Fonte esteve uma criancinha com um karaoke. E depois admiram-se… Criancinha cigana, com um karaoke roubado, mas isso é irrelevante.

5.12.08

Desde 1981

Parabéns, Stamp.


Back to kitsch. Eu estive atento à letra e reparei que era a tua cara.
Vamos ao bolo?

3.12.08

Desculpe, este avião vai para onde?

Amiga 1 - Olááá, há quanto tempo! ‘Tás boa? Cá um beijinho, por onde tens andado?

Amiga 2 - Oh… por onde é que eu NÃO tenho andado, perguntas tu. Este ano fartei-me de viajar.

Amiga 1 - Ricas vidas! Conta lá, conta lá...

Amiga 2 - Olha, acabei de chegar de Roma. Foi ma-ra-vi-lho-so!

Amiga 1 - Ai que parva, que inveja!

Amiga 2 – Claro que no caminho fiz um pequeno desvio pelo Senegal, mas não faz mal porque África é um continente amoroso. E no mês passado fiz aquele circuito Chile–Filipinas–Malta–Toronto–S.Petersburgo. Nem imaginas, soube-me p’la vida! Então e tu, querida, o Dubai?

Amiga 1 – Era para ter ido agora, mas fui parar à Guatemala. Talvez para o ano…

Amiga 2 – Para o ano sou capaz de tentar a Córsega ou Palau. Ou Abidjan. Ou Kathmandu, na realidade depende do que calhar. Sabes como adoro perder-me por aí.

...Ok, depois há sempre aquela confusão de ter de apanhar o avião para o destino inicial, mas compensa porque assim é que vamos conhecendo o mundo. Temos de aproveitar enquanto cá andamos, não é?

Amiga 1 - Tens toda a razão. Olha, e foste pela Abreu?

Amiga 2 – Agências de viagens?! Disparate, querida… Pessoal do handling, claro.