29.9.08

God save the queen?

"A raínha vive num castelo, com arame farpado à volta e guardas armados. A raínha está seguríssima, porra!"

Eddie Izzard, um dos meus comediantes favoritos, soltou esta pérola num dos seus números de stand-up há uns anos. De facto, nunca percebi muito bem por que é que se pedia protecção divina para a raínha. Pessoalmente, acredito que com tantos problemas por resolver em todo o mundo Deus tenha mais que fazer do que estar sempre de olho na senhora. Mas já agora, salvar a raínha de quê?!

De atentados nucleares? A defesa da raínha tem abrigos subterrâneos à espera.

De doenças tropicais? Ela não anda de autocarro, não bebe água da torneira e não mete conversas com estranhos.

De dívidas de jogo? Ela terá certamente o seu casino privado, e a casa ganha sempre.

De tropeçar nos próprios atacadores? De levar com uma poia esvoaçante na cara? Bom, coisas mais estranhas já aconteceram, mas em qualquer dos casos eu teria vergonha de pedir ajuda a Deus para uma eventualidade destas.

Então... o quê?!


Ora, depois de oito anos a guardar moedas de dois cêntimos, consegui finalmente reunir uma maquia simpática e ir de uma vez por todas a Londres. E lá descobri a resposta:

Repararam no olhar de LOUCO do Big Ben? Deus proteja a raínha do louco, claro!

Ninguém gosta de ser perseguido por um maníaco. E não há castelo nem guarda real que detenha um relógio desvairado com este arcaboiço de atacar Sua Majestade assim que tiver oportunidade.

Agora que penso no assunto, até seria engraçado pensar nos títulos dos jornais, sobretudo tendo em conta que só o ponteiro dos minutos deve medir uns três metros. Mas ainda não desejo mal a ninguém e a senhora, com a idade (e a família) que tem, também já deve ter passado por muito. Por isso, que seja... God save the queen.

.

.

P.S.: Descobri igualmente que o Big Ben, como monumento de grande projecção e imponência, símbolo à escala nacional, assume-se, por ter uma carantonha bem lá no meio, como o equivalente em terras britânicas à nossa Torre de Belém: toda a gente olha e ninguém repara.

Proximamente espero trazer aqui mais alguns belíssimos especimens que trouxe de lá.

24.9.08

Tens um minuto?

Combinaste um cinema mas a outra pessoa sai do trabalho mais tarde do que tu?

Marcaste um jantar mas, sem querer, chegaste cedo demais?

Apetece-te sair mas não tens propriamente planos aonde ir?

O tempo é um bem precioso, e saber preenchê-lo é uma arte. Como resolver aquele período inútil que se mete entre ti e o que tens para fazer, e que é demasiado curto para aproveitar com qualquer coisa de jeito, mas que também demora a passar?

Espero que este pequeno vídeo educativo te dê boas ideias.

video

15.9.08

Estado Crítico

Difícil de acreditar para uns, óbvio para outros, inexplicável para mim, mas “Vejo caras”, esta esquizofrenia a que chamo blog, tem os seus seguidores. Tem inclusivamente leitores em vários pontos do planeta: Reino Unido, Noruega, Indonésia, Turquia, México, Canadá, Zâmbia ou Samouco, a lista de interessados não pára de crescer. Não sou eu que digo, é o Google Analytics.

A todos os que na escuridão da sua ignorância entraram neste recanto e constataram que não só não dominavam o idioma como também não conseguiram detectar o porco na Torre de Belém, continuem a tentar.


Ora, toda esta inesperada afluência fez com que a responsabilidade tivesse crescido. Num espaço tão eclético e multifacetado como este, tinha de haver uma secção de cultura. Se já havia horóscopos…

Por isso, passo a apresentar Brownie, o crítico de serviço.

Sempre que se justificar, Brownie fará os seus destaques de cinema, teatro, música, eventos ou qualquer coisa que a sua objectiva tenha captado.

Infelizmente, devido a um trauma de infância, Brownie não fala. Só vê e ouve. Mas consegue emitir sinais que usamos para comunicar um com o outro, ficando eu encarregue de dizer às pessoas o que ele achou do que viu.



- Brownie aconselha –

Música – Feromona

Atenção a este power-trio português. Com o primeiro álbum na rua, estes moços estão lançados. Acordes simples, baixo forte, letras e voz a lembrar Ornatos Violeta, está feita a fórmula de sucesso.

Brownie viu-os recentemente ao vivo e gostou.

Entretanto descobriu que até já têm um vídeo:



Cinema – “Antes que o Diabo saiba que morreste

Entrou na sala à espera de um filme mais leve, e saiu de lá com a sensação de ter levado uma tareia. Uma boa história, bem contada, bem interpretada e bem realizada. Bom demais para não ir ver.

Ninguém diria, mas foi realizado por um octogenário. Ele também quer chegar àquela idade assim.




Por hoje é tudo.

Dúvidas, opiniões ou sugestões que queiram dirigir a Brownie, por favor, façam-no aqui mesmo. O e-mail e a caixa de comentários estão aí para isso.



P.S.: Também aceitamos insultos e cartas de ódio. Sejam é criativos.

12.9.08

Pensamento do dia

- "Cada vez que o preço do petróleo sobe, o Bangladesh."

9.9.08

Para quê?

Vendedor Boa tarde. Em que posso ser útil?

Potencial Cliente Eu procuro uma casa para viver.

V – Humm… É mesmo para viver ou é para fazer disparates?

PC – Não, não. É para viver.

V – Tem a certeza que não é só para morar?

PC – Morar já moro numa, mas agora é mesmo para viver… oh aqui (dança um sapateado mal enjorcado) … está a ver?

V – Ah, peço desculpa. É que há por aí muita gente a procurar casa mas depois não é para viver, compreende?

PC – Pois.

V – Bom, veio ao sítio certo. Nós aqui só trabalhamos com casas para viver. Vamos ver o andar modelo?



P.S.: Adoro assinaturas más.

1.9.08

Levar a verdade aos olhos

Algumas caras vivem camufladas, e isso requer abordagens mais agressivas.

Juro que não fui eu que fiz isto, mas gostaria de ter sido. Obrigado ao artista que se adiantou.


P.S.: "Boca seca, coluna húmida?" - alguém me explica? Tipo , antes que eu comece a levar para a porcaria?